REFORMA DA PREVIDÊNCIA: Texto principal aprovado em 1ª votação com 379 votos

DEPUTADOS APROVAM TEXTO PRINCIPAL DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

O plenário da  Câmara dos Deputados aprovou em primeiro turno a reforma da Previdência por 379 votos a 131. Os deputados, agora, devem votar destaques ao texto, entre eles, as mudanças para a aposentadoria de policiais. A proposta precisa passar ainda por um segundo turno de votação na Casa antes de seguir para o Senado Federal.

379 votos a favor e 131 contra 
 O texto aprovado prevê, entre outros pontos, que seja fixada uma idade mínima para que os trabalhadores possam pedir sua aposentadoria: 65 anos para homens e 62 anos para mulheres. O tempo mínimo de contribuição para trabalhadores da iniciativa privada filiados ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) subirá para 20 anos no caso dos homens, mas será mantido em 15 anos para as mulheres. No caso dos servidores públicos, esse tempo é de 25 anos. As regras para o funcionalismo valem só para servidores da União, porque estados e municípios ficaram de fora da reforma.O impacto para a economia está estimado em 987 bilhões de reais em dez anos. O valor é menor que a cifra de 1 trilhão de reais desejada pelo governo. No relatório aprovado pela comissão especial, a economia prevista era de 1,071 trilhão no período, porém, parlamentares aprovaram um destaque, ainda no colegiado, que derrubou a reoneração das contribuições previdenciárias sobre exportações de produtores rurais. 

Para professores, a idade mínima é de 60 anos para homens e 57 anos para mulheres com 25 anos de contribuição. No caso dos policiais civis, federais e rodoviários, a idade é de 55 anos, com 30 anos de contribuição para homens e 25 anos para mulheres.
Com as novas regras, a aposentadoria por tempo de contribuição, na qual não há idade mínima, deixa de existir. Hoje, segurados filiados ao INSS conseguem se aposentar com 30 anos de contribuição (mulheres) ou 35 anos (homens). Para trabalhadores que estão no mercado de trabalho, há quatro regras de transição previstas para quem estava se programando para se aposentar:
·         Pedágio de 100%: quem está a mais de dois anos de cumprir o tempo de contribuição mínimo para aposentadoria poderá se aposentar após cumprir pedágio de 100% sobre que falta, desde que cumpra uma idade mínima de 57 anos (mulher) e 60 anos (homem). Válida para INSS e servidor.
·         Por pontos: além dos 35 anos de contribuição (homens) ou 30 (mulheres), o trabalhador deverá completar a pontuação (soma da idade com o tempo de contribuição) necessária. Para o homem, a pontuação começa em 96 (em 2020) e aumenta a cada ano até os 105 pontos, em 2029. Para a mulher, a pontuação começa em 86 (em 2020) e aumenta até atingir os 100 pontos, em 2034. Vale para INSS e servidor.
·         Por idade: além de ter 35 anos de contribuição, no caso do homem, e 30, no caso da mulher, o trabalhador deverá ter uma idade mínima: Para os homens, a idade começa em 61 anos, em 2020, e aumenta seis meses a cada ano, até chegar a 65 anos em 2028. No caso das mulheres, a idade começa em 56 anos, em 2020, e aumenta seis meses por ano até chegar a 62 anos, em 2032. Só para o INSS.
·         Pedágio de 50%: quem está a dois anos de cumprir o tempo de contribuição mínimo para aposentadoria pode optar pela aposentadoria sem idade mínima, aplicando o Fator Previdenciário e um pedágio de 50% sobre o tempo faltante. Só para o INSS.

 Ficaram pelo caminho
A proposta inicial do governo, enviada ao Congresso pelo Presidente Jair Bolsonaro em fevereiro, previa a autorização de um sistema de capitalização para trabalhadores que viessem a entrar no mercado de trabalho. O regime funcionaria como uma espécie de poupança, em que as contribuições seriam revertidas para a aposentadoria do próprio segurado. Hoje, o sistema é de repartição – ou seja, a contribuição paga a aposentadoria de quem já está inativo. A proposta, no entanto, caiu durante a tramitação do texto na comissão especial.
Pessoas a favor e contra entre os meses de maio a julho de 2019
Também ficaram de fora as alterações previstas para a aposentadoria rural.  A idade mínima permanece em 60 anos para homens e 55 para mulheres, com 15 anos de tempo mínimo de contribuição. O governo queria alterar para 60 anos de idade para ambos os sexos e 20 anos mínimos de contribuição. O Benefício de Prestação Continuada (BPC) também não sofreu alteração e continua a ser pago a idosos de baixa renda a partir dos 65 anos no valor de um salário mínimo (998 reais). A proposta da equipe econômica do governo previa que o benefício partiria de 400 reais para pessoas a partir dos 60 anos. O salário mínimo só seria pago a partir dos 70 anos.

Cabo Marcio Patriota
Para o Cabo Márcio que foi candidato a Deputado Federal pelo partido PATRIOTA na Bahia e não foi eleito: “A reforma não é perfeita na verdade nenhuma é, nem nunca será, mas não há dúvida de que ela é necessária, o Brasil tem um gasto previdenciário astronômico, em especial considerando que ainda é um país jovem e usa esses recursos para benefícios que vão, em grande parte, para as classes mais altas. O grande mérito dessa proposta é que ela abrange mudanças em todos os grupos sociais.
Hoje os pobres se aposentam por idade, em média aos 65 anos, e os mais ricos por contribuição, aos 55, o igualar todos nessa proposta será promovida uma redução significativa das desigualdades e injustiças da Previdência, finalmente temos uma reforma que acaba com o privilégio de todos, é hora de dar um basta em políticos e juízes que ganham mais de 30 mil, finalmente uma boa reforma, desejo sucesso ao governo Bolsonaro e em especial dias melhores ao povo brasileiro, pois esse sim serão os maiores beneficiários dessa reforma". Afirmou Marcio Bezerra apoiador do governo Bolsonaro.
Por Elizeu Rosas

COMMENTS

Nome

ALBA,29,Bahia,423,BOLSOPNARO,17,Brasil,541,Brasília,10,Camaçari,2,cidade,1,Cláudia Wild,4,Colunista,3,Colunista Jovem,6,Condeúba,5,Crime Organizado,2,D'jane Silva,6,Denúncia,35,des,1,Destaque,895,Economia,38,Educacao,13,Elizeu Rosa,32,Entretenimento,58,Esporte,19,Eunápolis,19,Feira de Santana,30,Governador Mangabeira,12,Ilhéus,21,intretenimento,8,Itabuna,25,Jequié,76,Lauri de Freitas,1,Lauro de Freitas,5,Libertacao,1,Mundo,88,Noticias,1161,nundi=o,1,op,1,Otto Filho,1,Partido,1,Politica,575,Porto Seguro,15,Presidente Tancredo Neves,5,Salvador,411,Saúde,16,Segurança Pública,12,Teixeira de Freitas,23,Vitória da Conquista,33,
ltr
item
Âncora da Globo: REFORMA DA PREVIDÊNCIA: Texto principal aprovado em 1ª votação com 379 votos
REFORMA DA PREVIDÊNCIA: Texto principal aprovado em 1ª votação com 379 votos
https://1.bp.blogspot.com/-aGs4enanyFM/XSaQIGyUoCI/AAAAAAAAAO8/-yXQWPxvUo4nY_UPyBDgXajA8QJ9P9dIACEwYBhgL/s320/deputados-previdencia-luis-macedo-agencia-camara-660x372.jpeg
https://1.bp.blogspot.com/-aGs4enanyFM/XSaQIGyUoCI/AAAAAAAAAO8/-yXQWPxvUo4nY_UPyBDgXajA8QJ9P9dIACEwYBhgL/s72-c/deputados-previdencia-luis-macedo-agencia-camara-660x372.jpeg
Âncora da Globo
http://www.ancoradaglobo.com.br/2019/07/reforma-da-previdencia-texto-principal.html
http://www.ancoradaglobo.com.br/
http://www.ancoradaglobo.com.br/
http://www.ancoradaglobo.com.br/2019/07/reforma-da-previdencia-texto-principal.html
true
3455109510968606027
UTF-8
Todas as publicações Não foi encontrada nenhuma postagem VER TUDO Mais informação Resposta Cancelar resposta Delete Por Home PAGES POSTS View All RECOMENDADO PARA VOCÊ LABEL ARQUIVO PESQUISA TODAS AS PUBLICAÇÕES Não encontrou nenhuma correspondência de pós com seu pedido Voltar Início Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy